sexta-feira, 6 de junho de 2008

O Cantinho do Fiorelli...

Ultimamente me deu um ataque fóbico de nostalgia, e...resolvi mergulhar no baú à busca de algo concreto que me comprovasse que sentir saudades assim vale mesmo a pena...Tem gente que foge de recordações, não cultiva o passado dizendo que são modernas e que presente é que deve ser cultivado..tudo bem eu concordo em certo ponto com isso..pois não devemos ficar tão somente estagnados no passado, tão amarrados que os laços nos impeçam de tocar a vida pra frente!Não!
O passado logicamente já cumpriu a sua sina...está descansando nos porões de nossa mente e pode sim ser evocado para lembrarmos de fatos e de pessoas que foram marcantes, especiais mesmo para nossa evolução como seres humanos...e foi justamente nessa senda que retirei de velhos álbuns, lotado de fotos em preto e branco, pois ainda a tecnologia estava escondidinha num futuro nem tão remoto...
Agora com ela, a tecnologia a nossas mãos consegui recuperá-las, escaneá-las e passá-las ao meu álbum do Orkut! Não imaginei que o sucesso seria tanto! Muitos amigos da época, outros nem tanto estão interagindo de uma maneira muito positiva, comprovando que relembrar faz bem à alma e ao coração tão impregnado das conquistas modernas rápidas do dia-a-dia...
E...a minha idéia de batizar o cantinho do Fiorelli, meu querido papai, me cativou..senti-o tão pertinho de mim que quase senti seu abraço amoroso, creio que ouvi sua gargalhada inesquecível e senti seu cheiro..sim cada pessoa tem seu cheiro e o cheiro de papai é magnifico...aroma de amor, de dedicação, de carinho e preocupação...isso somado ao perfume importado que ele sempre usava, homem vaidoso que fora..não uma vaidade enjoada, mas uma auto-estima muito bem dosada ,a qual eu herdei e tento passar aos meus filhos e netos...
Vou escolhendo suas fotos e a cada escolha...uma lembrança...um Natal maravilhoso cheio de cristandade e, paradoxalmente de mitos...com presépios e arvores enfeitadas...com figura marcante de Papai-Noel, no qual eu acreditei piamente até os oitos anos..pode? e fiquei brava com ele ao desmentir-se...até hoje eu enxergo ele rindo da minha decepção infantil...mas aquele abraço confortante valia por mil papais-noéis!!!
Aniversários festejados com alegria e amor...nunca deixados em branco...presentes, alguns singelos, outros mais caros..mas o que mais marcou foi a atitude de doação que ele possuía...ele se despojava para as filhas, nós quatro, Neusa, Maureen, eu e a Elizabeth...junto a nossa querida mãe ele disputava o cetro da maternidade..
Em tempos de poucas fotos..ele comprou uma Kodac e registrou muitos, mas muitos momentos importantes de minha vida...eu na barriga da mamãe, eu com seis dias... meus primeiros dentes.. os primeiros passos, o primeiro dia na escola..e das minhas irmãs tambem ,é claro...pois ele nunca demonstrou diferença no trato conosco, nunca percebi se o amor para uma era maior do que para outra...maravilha!!! a todas ele demonstrava um amor incondicional e uma admiração por nossa condição feminina, ele...que sempre sonhara com um filho homem..para jogar futebol com ele...
Fotos que registram sua vida como atleta e pioneiro do esporte amador em Marilia, mnha querida terra natal...Papai conseguiu na década de 50 trazer para a cidade nosso querido Palestra, ou seja o Palmeiras, e dpois o Vasco da Gama do Rio de Janeiro...fretou aviões..foi arrojado, ousado para sua época, mas sua vida deixou marcas indestrutíveis..hoje Marilia o homenageia com uma rua que tem seu nome..e oportunamente a Câmara promove comemorações nesse sentido...
Não ...ele não deixou herança em dinheiro, bens..etc...mas não fez falta alguma..porque a maior herança que um pai pode deixar ele o fez...dando educação de primeira ás filhas e muito mais...sendo tão másculo deixar emergir seu lado feminino...sendo mãe muitas vezes...e ai saimos ganhando pois, nossa mãe, Maria do Rosário era uma mamãe nota dez...e ela brilha majestosamente ao lado dele no Cantinho da Saudade que eu estou fazendo para eles....

Um comentário:

Celia disse...

um passado que só soma alegria no presente é td de bom !
não há razão p/ deixá-lo escondido,temos mais é que trazê-lo p/ um atual carente de transparência.
estou c/ vc