sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Escalada do Abismo...

Finalmente consigo respirar melhor e me locomover...minhas mãos estão sangrando tentando se segurar nas paredes ìngremes desse abismo onde alguem que tanto amo me empurrou...ainda estou no meio do caminho, mas já enxergo uma tênue luz olhando lá em cima...os pés se firmam trôpegos por entre pedras e ervas daninhas, a dor ainda sufoca, mas esta bem mais amena...e subo mais um pouquinho, a réstia de luz alumia e aquece minhas tentativas de alcançar o topo..como é bom o nosso Deus, Pai Celestial...não nos abandona nunca e envia muitos anjos amigos para limpar as feridas , enxugar o pranto e dar forças para a retomada da grande escalada...as quedas acontecem quando nos menos esperamos, mas a Magnitude divina lá está, como mãe zelosa, a nos amparar e reconduzir..
Ufa! numa paradinha para descanso observo uma águia imensa levando o alimento para seus filhotes que aguardavam em um ninho próximo a minha cabeça...assim são as mães que saem a trabalhar para trazer comidinha para os seus tesouros, os filhos...Sábia Natureza!!! e com isso eu consigo arrancar mais uma farpa que se fincara em meu coração...
E...continuo minha escalada, alpinista da vida que sou...ganho terreno e me esbarro com uma rosa tão linda..é uma rosa azul...vcs já viram uma rosa dessa cor? pois é o perfume me adocicava as narinas e de repente..um espinho enorme me espeta o dedo, um fio grosso de sangue escorre e me revela que é preciso ter cuidado com espinhos ...que se escondem por entre folhagens, uma gota de sangue tinge o azul das pétalas sedosas e nesse contraste de cor e tessitura eu me purgo de mais uma culpa....
Subo mais alguns lances pedregosos e quase escorrego de novo...um urubu horripilante me espreita à direita...que susto !!!e então me seguro, mas solto feliz mais uma culpa que me atormentava...o urubu voa sorrateiro ,vai assustar em outras paragens...porque hoje eu quero é vida...e vida em abundância..como disse o Mestre Jesus!! Respiro ofegante e num lance audacioso consigo chegar ao topo ...e a luz é tão radiante que quase me ofusca a vista...o prado tão verdejante que repousa a minha alminha e o céu, ah..o céu é tão azul que não consigo desgrudar meus olhos cansados dele..e esses olhos vão se abrindo e se quedam maravilhados diante de tanta exuberância e vida!!!
Caminho,pois, agora na planicie de meus sonhos verdejantes, com pes e alma lavados e curados pelo amor, percebendo que cair no abismo doeu muito, mas sair dele pelas mãos de anjos amigos e dedicados me comove e me impele a ate agradecer a dor....a dor que deveras sinto...lembrando Fernando Pessoa ao se referir aos poetas!!!

Um comentário:

Marcella Caçula disse...

Mãe...que lindas palavras...me faz chorar com suas emoções sempre a flor da pele...claroo mais que normal!!! é amor demais....e sempre foi assim!
Fizeram-nos cutucar no mas profundo do passado de cada um, mas com isso só ficou mais claro o quanto és uma guerreira com tudo que enfrentou, lutou...Meu Deus é crueldade demais ver só defeitos e momentos ruins...
Mas...o amor prevalece para essa familia que existe simmmm!!!! Sem obrigações e sem estimular....amor não é estimulado...é construido dia a dia em meio aos percalços e alegrias!
Obrigada mãe pela infancia, pelo colo, pelas broncas, pela familia que construiu sozinha( e é dificil,!!!)... amo-te infinitamente!!!!!!Marzinha